bggghjkkkk

bggghjkkkk

13 de julho de 2014

ALGUNS RETRATOS - ÁLBUM DE FAMÍLIA


Aprendi que o único remédio para curar a saudade é o tempo, porém, a dor não passa na primeira dose nem tampouco ameniza rapidamente. É preciso um pouco mais de concentração, distração, e a melhor coisa que se tem a fazer é se apegar em alguma coisa como, por exemplo, um trabalho, uma viagem, tomar gosto por ler, escrever, passear... O que não pode ser feito e se trancar num quarto escuro e não ver o sol nascer e nem se por. É claro que isso não é uma receita infalível que vai servir de base para todo mundo, pois depende muito se a pessoa quer superar o trauma, o drama, pois esquecer é impossível e as recaídas são consequências normais durante esse “tratamento”. A base de tudo é Deus, seja qual a religião você praticar. Não se chateie nunca com Deus, pois às vezes custamos a entender qual foi o propósito do acontecido e veremos e compreenderemos que assim como nós, Deus também sente saudade de seus anjos e os chamam de volta antes do normal em nosso conceito. A única coisa que ainda me deixa angustiado é que, apesar de acreditar que o que chamamos de morte possa ser a nossa vida eterna, a saudade de abraçar e beijar quem você ama e que não mais vê pode causar uma depressão, uma tristeza muito grande e é contra isso que devemos reagir e buscar outros propósitos, se apegar em pessoas e coisas que possam nos proporcionar de novo a alegria, para aproveitarmos nossos momentos, mesmo depois de uma tragédia, uma tempestade, um dilúvio, pois se acreditarmos no Todo Poderoso, as águas dos tsunamis serão calmaria se a paz estiver em nossos corações>>>> TRECHO DO LIVRO
Antonio Auggusto João

Nenhum comentário:

Postar um comentário